Ainda esperamos vencedor na corrida de vida e morte entre vacina e vírus

   07/04/2021   •
  5

 min de leitura

Ainda esperamos vencedor na corrida de vida e morte entre vacina e vírus

Funcionários do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo vacinados com a Coronavac tiveram incidência de covid-19 de até quase 75% abaixo da população em geral. O estudo foi feito e divulgado pela própria instituição. É uma excelente notícia. E ficará melhor ainda se e quando for comprovado que a vacina funciona bem contra as novas cepas.

O mundo e naturalmente o Brasil assistem a uma corrida de vida ou morte entre o contágio e a imunização. Que se dá pelo efeito conjugado da vacina e do próprio vírus. Entre nós, a vantagem da vacinação diária sobre os novos casos registrados diariamente já é de 10 para 1. Mas esse número pode enganar, por causa da subnotificação de casos, muito especialmente os assintomáticos.

Saberemos que a vida vai começar a ganhar a corrida contra a morte quando a média móvel diária de novos casos registrados entrar em declínio. A de mortes deverá demorar um tanto a mais, mas seguirá depois a mesma tendência. É o que se verifica em países onde a vacinação já alcançou porcentagens substanciais da sociedade, especialmente nos grupos mais vulneráveis.

*Alon Feuerwerker é analista político da FSB Comunicação

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Fique por dentro de tudo!

Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado

Outras notícias

Entre em contato