Resultados da Pesquisa

Encontramos estes resultados abaixo:

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Etiqueta: 5 Assuntos

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta terça-feira

As bolsas mundiais desaceleram a alta registrada na véspera no início da sessão desta terça-feira (13), acompanhando a pausa de um dos mais importantes testes de vacina contra o coronavírus, que vinha sendo realizado pela Johnson & Johnson. No Brasil, o mercado acompanha a reabertura da Bolsa após o feriado de Nossa Senhora Aparecida na segunda-feira (12). No mercado americano, os ADRs de empresas brasileiras negociadas em Nova York fecharam em alta na segunda-feira. Nesta semana, as bolsas mundiais devem ser marcadas pelos balanços do terceiro trimestre de grandes empresas. Na quinta-feira, JPMorgan Chase, Citigroup e Johnson & Johnson devem divulgar seus resultados. A quinta-feira também marca o prazo final, determinado pelo próprio Reino Unido, para que chegue a um acordo comercial com a União Europeia. O acordo atual expira no final de 2020. Confira os destaques: 1. Bolsas mundiais A Johnson & Johnson decidiu pausar os testes após um

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta sexta-feira

As bolsas mundiais caem nesta manhã, depois da notícia de que o presidente norte-americano, Donald Trump, está com coronavírus. As bolsas europeias recuam, assim como os índices futuros de Nova York, em meio às incertezas que foram adicionadas às eleições presidenciais nos Estados Unidos. No Brasil, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que os juros voltarão a subir se o governo abrir mão do “arcabouço vigente”. Segundo a Folha de S.Paulo, a fala foi interpretada como um alerta contra o uso de precatórios e parte do Fundeb para financiar o programa Renda Cidadã. De acordo com o Estadão, o impasse sobre o programa é tão grande que o governo cogita até mesmo voltar ao nome original, Renda Brasil. No momento, lideranças do Congresso querem retomar a articulação para montar o programa a partir de uma revisão dos benefícios atuais. Entre as empresas, o destaque é o aval

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta quarta-feira

As bolsas mundiais operam em queda depois de um debate presidencial turbulento nos Estados Unidos, acrescentando incerteza a um mercado já preocupado com o desenvolvimento do coronavírus ao redor do mundo. Na Europa, as bolsas apresentam quedas, assim como os futuros de Nova York, enquanto na Ásia os mercados fecharam mistos. No Brasil, o mercado acompanha os próximos passos do governo em relação ao financiamento do programa Renda Cidadã. Depois do mal estar gerado com o anúncio de que o programa usará recursos do Fundeb e de precatórios, o governo fez uma reunião de emergência na tarde de ontem e poderá rever as fontes de recursos, segundo o Valor. No entanto, outras fontes do governo disseram que a proposta original será mantida. Além disso, está marcada para hoje a sessão do Congresso que vai analisar o veto do presidente Jair Bolsonaro à desoneração da folha salarial. No entanto, de acordo

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta quarta-feira

As bolsas mundiais operam em alta nesta manhã, em meio a expectativas de que os dados econômicos dos Estados Unidos trarão sinais de aquecimento. Os futuros de Nova York sobem, assim como os índices das bolsas europeias. No Brasil, os investidores aguardam o envio da reforma administrativa ao Congresso, o que deve ocorrer amanhã. O presidente Jair Bolsonaro disse que encaminhará a proposta para reestruturar as carreiras do funcionalismo público, mas destacou que as novas regras se aplicarão apenas aos futuros servidores.Mesmo assim, grupos de servidores se mobilizam em Brasília para influenciar a proposta. Outro destaque é a aprovação do novo marco legal do gás na Câmara, que tem como objetivo abrir a concorrência no setor e reduzir o preço do gás natural. De acordo com O Estado de S.Paulo, a mudança pode destravar investimentos de até R$ 43 bilhões e ajudar a reindustrializar o país. E na esfera corporativa,

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta segunda-feira

Agosto começa com menor aversão ao risco, com os investidores se apoiando em dados mais positivos sobre a economia, ainda que monitorando o avanço da pandemia do novo coronavírus. No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro deu aval para que o ministro Paulo Guedes (Economia) discuta a criação de um imposto nos modelos da antiga CPMF. No entanto, alertou para deixar claro que haverá uma substituição tributária. No cenário corporativo, André Brandão deve ser o novo presidente do Banco do Brasil. A Latam Brasil vai demitir 2.700 funcionários e a BB Seguridade registrou queda de 9% no lucro do segundo trimestre. 1. Bolsas mundiais Agosto começa com ganhos nos mercados financeiros estimulados por dados econômicos mais positivos. No entanto, a atenção do mercado se divide entre a divulgação de dados que mostrem a recuperação da economia e o avanço das infecções por coronavírus, que tem levado à adoção de medidas mais

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta quarta-feira

Os principais índices dos mercados acionários globais operam mistos nesta quarta-feira, com os investidores de olho na decisão sobre os juros nos Estados Unidos, que será divulgada às 15h. No Brasil, o governo tenta encontrar uma forma de financiar suas promessas e espera enviar no próximo mês para o Congresso Nacional a proposta de criação de um imposto, aos moldes da CPMF, para financiar a desoneração da folha de pagamentos e a atualização do Bolsa Família, que passaria a se chamar Renda Brasil. E as empresas começam a mostrar seus resultados do segundo trimestre. Cielo apresentou prejuízo, CSN elevou seu endividamento e o Santander obteve lucro líquido gerencial de R$ 2,136 bilhões no segundo trimestre, queda de 41,2% na comparação com o mesmo período do ano passado e de 44,6% ante o trimestre imediatamente anterior. Destaque após o fechamento fica para o balanço da Vale, com estimativa de US$ 3,73

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta terça-feira

A expectativa de um novo pacote de estímulo nos Estados Unidos, que será de US$ 1 trilhão segundo a proposta do partido republicano no Senado, não está sendo suficiente para sustentar os ganhos nos mercados acionários, que passaram a operar em terreno negativo. Na véspera, os ativos tiveram ganhos na expectativa pelo pacote e também à espera da reunião do Fomc. No Brasil, o governo de Jair Bolsonaro vê o risco de sua base de apoio na Câmara do Deputados ficar enfraquecida com o afastamento de DEM e MDB das articulações com o grupo de apoio ao presidente. Entre as notícias corporativas, Vivo, Telefonica e Claro fazem nova proposta pelos ativos de telefonia móvel da Oi e o BNDES aceita os termos da AES Corp para venda de sua fatia na AES Tietê. 1. Bolsas mundiais Os resultados corporativos e as expectativas em torno de um novo pacote de estímulos

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta segunda-feira

O sentimento negativo impera nos mercados neste início de semana. O acirramento das tensões entre China e Estados Unidos e o temor de uma segunda onda de contágio pelo coronavírus fazem a maior parte das Bolsas europeias operarem em terreno negativo. Nos Estados Unidos, os futuros de Nova York operam em alta, atentos à reunião do Fomc desta semana. No Brasil, o Ministério da Economia e os estados se debruçam sobre propostas que possam viabilizar uma reforma tributária mais ampla. Para isso, é esperada a criação de um fundo que possa compensar estados por eventuais perdas na arrecadação do ICMS. Entre as notícias corporativas, expectativa em relação ao nome do substituto de Rubem Novaes, que deixa a presidência do Banco do Brasil no próximo dia 6. Também é esperado que o BNDESPar decida sobre a venda de sua fatia na AES Tietê, que está sendo disputada, por enquanto, por Eneva

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta sexta-feira

A escalada das tensões entre Estados Unidos e China eleva a aversão ao risco em todo o mundo. As principais Bolsas operam em queda nesta terça-feira. O governo de Pequim ordenou que o consulado americano cessasse as operações. A decisão veio um dia após os Estados Unidos fecharem o consulado chinês em Houston (Texas) sob a acusações de espionagem e roubo de propriedade intelectual. Já no Brasil, as discussões sobre a reforma tributária ganham força. O senador Roberto Rocha (PSDB-MA), presidente da comissão mista da reforma tributária, afirmou que aceita discutir a recriação de um imposto nos moldes da CPMF, mas apenas se a incidência for limitada a pessoas jurídicas. Na esfera corporativa, a disputa pela AES Tietê tem a participação da Eneva, que fez uma proposta na noite de quinta, e da AES Corp. No entanto, é preciso saber qual será a posição do BNDESPar. 1. Bolsas mundiais O

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta quinta-feira

A menor aversão ao risco permite leva às Bolsas a um pregão de alta, apoiado na expectativa de novas medidas de estímulos à economia dos Estados Unidos e os resultados da temporada de balanços. Contudo, no radar, estão a crescente tensão entre as duas principais economias no mundo, EUA e China, e o coronavírus, com o recorde diário de novos casos no Brasil atingido na véspera (67 mil). Na política brasileira, o presidente Jair Bolsonaro retirou a deputada aliada Bia Kicis da vice-liderança do governo no Congresso Nacional. Entre as notícias corporativas, a Oi surpreende ao fechar um acordo de exclusividade com um grupo americano para a venda da unidade de telefonia móvel, deixando de lado a proposta em conjunto da Vivo, Claro e TIM. Já a Petrobras definiu data para o pagamento dos dividendos de 2019 e a Vale criou um comitê para a escolha dos conselheiros. 1. Bolsas

Entre em contato