Resultados da Pesquisa

Encontramos estes resultados abaixo:

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Etiqueta: Stock Pickers

O fantasma da crise passada

Texto publicado enviado aos assinantes da newsletter do Stock Pickers no sábado (03). Desde então, Rodrigo Maia e Paulo Guedes fizeram as pazes, a Bolsa recuperou parte do que havia caído, mas a lição permanece válida, como o FMI não nos deixa esquecer. Para se inscrever e receber a newsletter semanalmente, inscreva-se aqui. “Uso a corrente que fiz em vida”, disse o Fantasma. “Eu a fiz elo por elo, metro por metro; eu a prendi por vontade própria e por vontade própria a uso.”— Jacob Marley, em “Um Conto de Natal”, de Charles Dickens Caro leitor, o nome de Ebenezer Scrooge lhe soa familiar? Scrooge é o personagem principal do livro “Um Conto de Natal”, de Charles Dickens (e de dezenas de adaptações para o cinema e TV). Ele é um velho solitário, ranzinza e sovina que só pensa em si e não aprendeu com seus próprios erros. No livro, que

Stock Picking na prática: o que levou a FAMA Investimentos a incluir a Raia Drogasil na carteira?

SÃO PAULO – Analisar as mais de 300 empresas listadas na bolsa e selecionar um grupo de 10 a 15 ações para compor o portfólio do fundo, na tentativa de garantir o melhor rendimento para o investidor. O dia a dia de um gestor de fundos é forrado de tomadas de decisões difíceis, porém pautadas em um processo de análise cauteloso conhecido como Stock Picking. Mas como isso acontece na prática? Na segunda live da série “Operação Stock Pickers”, Fabio Alperowitch, gestor da FAMA Investimentos, compartilhou alguns dos os pontos que considerou em sua análise ao selecionar as ações da Raia Drogasil para compor a carteira do fundo e conversou com Eugênio de Zagottis, vice-presidente da companhia, sobre o futuro da empresa. Para conferir o episódio na íntegra, clique aqui. Confira alguns dos melhores momentos dessa conversa: Inovações Formada pela união das duas farmacêuticas Droga Raia e Drogasil em 2011,

André Jakurski e a morte do capitalismo

Texto originalmente enviado aos assinantes da newsletter do Stock Pickers no sábado, 26 de setembro. Para assinar, clique aqui.  “Recomendo muita cautela e muita sorte” — André Jakurski Para quem trabalha no nosso mercado, ter a oportunidade de ouvir o que tem a dizer André Jakurski é um momento de sorte. Ao mesmo tempo, não ouvir o que ele tem a dizer seria falta de cautela. Portanto, seguimos o conselho do próprio Jakurski e assistimos a uma live que ele fez nesta semana com a Liga de Mercado Financeiro da PUC-Rio. E o que ele disse lá é sério: o capitalismo está morrendo, e pelas mãos dos Bancos Centrais. Parece dramático? Talvez. Mas antes de entrar no mérito do que ele disse, precisamos esclarecer por que não dá para não prestar atenção no que ele fala. Não temos conhecimento da existência de nenhum ranking de melhores traders do Brasil, mas muitos convidados

Volatilidade made in USA: como Fed e as eleições estão afetando o mercado

As eleições americanas e a política monetária do Fed sempre tiveram enorme repercussão nos mercados. Mas nas últimas semanas isso parece ainda muito mais intenso. No Coffee Stock desta semana, Fernando Genta, economista-chefe da XP Asset, explicou como e por quê esses dois processos estão afetando as dinâmicas das bolsas. O novo Fed Em sua última reunião, além de reforçar a continuidade do cenário atual de juros baixos e estímulos econômicos, o Fed também apresentou o seu novo arcabouço de políticas monetárias, com novidades importantes em relação a desemprego e inflação.  Uma das mais importantes é a abordagem do Fed sobre o desemprego. “Antes o Fed tinha o mandato duplo, olhando desemprego e inflação, mas o desemprego era quase um termômetro de para onde iria a inflação. Quando o desemprego caía, o Fed já subia os juros mesmo com a inflação baixa, porque desemprego baixo era sinal de que inflação

A história alternativa do ouro

Texto originalmente enviado aos assinantes da newsletter Stock Pickers no sábado, 12 de setembro de 2020. Para recebê-la, clique aqui. “Ó ouro! Eu ainda te prefiro ao papel, O que torna o crédito dos bancos um banco de vapor*.” — Lord Byron, em Don Juan (1819) De tempos, vocês, ouvintes e leitores do Stock Pickers, despertam para algum ativo e não param de perguntar sobre ele. Já foram as ações da Oi, da Via Varejo e as de Cogna. Hoje, apesar de sermos STOCK PICKERS, não param de chegar perguntas sobre um ativo que não é uma ação. “E ouro?”; “qual é sua opinião sobre ouro?”; “está comprado em ouro?”… Em todas as lives, e nas nossas redes sociais, aparece alguém perguntando. Tanto que, ao contrário da maioria, passamos a ter três certezas absolutas na vida: a morte, os impostos, e que alguém vai perguntar sobre ouro. Como nosso maior interesse

O que esperar das eleições americanas, nas urnas e nos seus investimentos

Se as eleições americanas mexem com os mercados em condições normais, imagine quando a campanha acontece no meio da pandemia de Covid-19, de intensos protestos contra o racismo, e no qual muitos eleitores votarão pelo correio… Isso só poderia dar em volatilidade. Quer receber a Newsletter do Stock Pickers? Preencha o campo abaixo com seu nome e seu melhor email Por isso recebemos uma analista política, a Sol Azcune, da XP, e o gestor Ivo Chermont, economista-chefe da Quantitas, para explicar o que pode acontecer nas urnas e nos mercados quando terminar a apuração. Urnas e tribunais Aliás a apuração é uma das questões que mais traz, hoje, a chamada volatilidade eleitoral, segundo Aczune. Com a votação acontecendo pelo correio, a probabilidade de candidatos pedirem recontagem e o desfecho eleitoral só acontecer em dezembro, ou até 2021, é muito grande. Mercado Mas o que o mercado espera? E qual seria

Baixe gratuitamente o e-book de Martin Escobari

Há alguns meses recebemos no Stock Pickers um dos maiores especialistas em investimentos em empresas do mundo: Martin Escobari. Nascido na Bolívia e naturalizado brasileiro, Escobari é co-presidente da General Atlantic e, essencialmente, ganha a vida descobrindo grandes empresas, comprando uma parte delas e ganhando com sua valorização. Mas em vez de fazer isso com empresas de capital aberto, como os convidados que vocês estão acostumados a ver aqui no Stock Pickers, ele geralmente executa esse processo com empresas que ainda não estão nas bolsas. Em muitos casos, ainda são empresas que muita gente nunca nem ouviu falar. Entre as empresas que Escobari “descobriu” e investiu, estão a XP Investimentos, Arco Educação, Cetip, Decolar, Gympass, entre muitas outras. Ele também ajudou a criar e levar o Submarino, hoje parte da B2W, a seu IPO.  Escobari também é um dos personagens do livro “Fora da Curva 2”, da editora-chefe do InfoMoney,

Vacina, liquidez, estímulos e Banco Central: por que a Novus acredita na alta da inflação

Com a provável volta à normalidade do país nos próximos meses e o “caminhão de estímulos” na economia no Brasil e no mundo, a Novus Capital vem montando posição apostando na aceleração da inflação no país.  Foi o que mostrou Luiz Eduardo Portella no Coffee & Stocks desta segunda-feira. O Coffee & Stocks é um programa semanal do Stock Pickers que acontece todas as segundas-feiras no nosso canal do YouTube. Clique aqui para se inscrever e não se esqueça de acionar o sininho. “Nossa segunda maior posição hoje é comprada em inflação”, diz Portella. “Depois da outra crise [2008], que foi financeira, vimos os bancos evitando emprestar dinheiro e excesso de regulação no setor”, afirma. “Na crise de hoje, saindo a vacina, o mundo deve voltar ao normal. Aqui já estamos vendo isso: um movimento normal, só que todos estão de máscara”, diz. Os gráficos abaixo mostram como os setores

Para Appel, é a moda, não queda dos juros, que traz pessoas físicas à Bolsa

No último episódio do Stock Pickers, conversamos um com gestor que não tem exposição em redes sociais e enxerga um cenário diferente do que está sendo falado por muitos sobre a migração da pessoa física para a renda variável. Para sermos justos, ele tem um perfil no LinkedIn, mas obviamente por questões profissionais.  Quer receber a Newsletter do Stock Pickers? Preencha o campo abaixo com seu nome e seu melhor email Em sua visão, o discurso do juro baixo empurrando os cidadãos para a bolsa é apenas um discurso para justificar “uma mania”, porque, historicamente, juros baixos não fazem bolsa subir. Contraintuitivo “Se você olha a história, pega cem anos de bolsa americana, a probabilidade de a bolsa subir é maior quando os juros estão subindo do que quando os juros estão caindo. As pessoas acham isso contraintuitivo, mas, se você pensar bem, não é”, explica Appel.  “Os juros sobem

Entre em contato