Resultados da Pesquisa

Encontramos estes resultados abaixo:

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Etiqueta: Via Varejo

Ações de varejistas de e-commerce sobem forte após alta de “techs” dos EUA na véspera; Vale oscila em dia de queda do minério

SÃO PAULO – A sessão tem como destaque de alta as ações de empresas de tecnologia e varejistas com exposição ao e-commerce, que sobem seguindo o forte movimento de alta dos papéis das ações do setor da véspera nos EUA. Em dia de feriado no Brasil, mas com os índices americanos operando, os papéis da Apple negociados na Nasdaq saltaram 6,35%, em meio à expectativa pelo lançamento do iPhone com tecnologia 5G nesta semana. Outros papéis de techs, como de Amazon, Facebook e Alphabet (Google), subiram, respectivamente 4,75%, 4,27% e 3,56%, na véspera. Nesta terça-feira, Amazon realiza seu Prime Day (veja mais clicando aqui). Com isso, as ações do Magazine Luiza (MGLU3), B2W (BTOW3), Via Varejo (VVAR3), Lojas Americanas (LAME4), avançam entre 2% e 5%. A sessão é de leve queda para os papéis da Vale (VALE3). No radar da companhia, estão os futuros do minério de ferro na China,

As ações mais recomendadas pelos analistas para investir em outubro

SÃO PAULO – Após o pior mês desde março para o Ibovespa, com queda de 4,8%, os analistas começam outubro ainda cautelosos com o cenário político doméstico e de olho no aumento da aversão ao risco na cena externa, em meio à proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos. A temporada de balanços do terceiro trimestre que se inicia nas próximas semanas também será acompanhada de perto, de forma a monitorar a recuperação das companhias na crise. “O mês de outubro será de bastante volatilidade e os investidores terão que ficar atentos às manchetes, porque qualquer coisa pode pegar [os mercados] de surpresa”, afirma João Dibo, analista de ações da Rio Bravo. Segundo ele, o cenário eleitoral nos EUA tende a dominar as atenções dos investidores, em especial devido à liderança nas pesquisas do democrata Joe Biden. “Ele já chegou a dizer que aumentaria as corporate taxes, o Imposto de

As ações preferidas dos analistas para investir em setembro

SÃO PAULO – Passado um período marcado pelo aumento das preocupações fiscais no Brasil, que levaram o Ibovespa a encerrar agosto com queda de 3,4%, a primeira baixa desde março, analistas começam setembro monitorando o âmbito político doméstico e novos dados da atividade econômica, além, claro, do noticiário sobre o desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19. “A expectativa de maior crescimento da economia a partir do quarto trimestre é positiva para a Bolsa, mas a piora do lado fiscal pode trazer, lá na frente, juros mais altos e um menor crescimento, o que pode ser negativo para o mercado”, afirma Flávio Serrano, economista-chefe do banco Haitong Brasil. Ele ressalta que os investidores devem monitorar neste mês o impacto do aumento dos gastos públicos no Brasil, o quanto o governo vai trabalhar para melhorar o quadro fiscal em 2021, bem como o avanço das reformas administrativa e tributária. Já no âmbito internacional,

Carteira gráfica da XP inclui Via Varejo e mais 2 ações esta semana; confira as mudanças

SÃO PAULO – A XP Investimentos divulgou a “Top Picks”, sua carteira semanal de análise gráfica, para o período de 21 a 28 de agosto. Para esta semana foram trocadas três das cinco ações do portfolio. Entraram os papéis de Via Varejo (VVAR3), Cemig (CMIG4) e MRV (MRVE3), enquanto Carrefour (CRFB3), Ambev (ABEV3) e Eztec (EZTC3) deixaram a carteira. Segundo Gilberto Coelho, o Giba, analista técnico responsável pela carteira, as ações da Via Varejo entram porque marcaram um suporte nos R$ 17,34 que favorece retomada altista com projeções de que o papel pode atingir os patamares de R$ 22,30 ou R$ 27,50. Já Cemig passa a fazer parte da carteira por ter marcado fundo em R$ 10,14 pelo Índice de Força Relativa (IFR) e agora deve testar os R$ 12,15 ou R$ 14,90. Por fim, os papéis da MRV deixaram um suporte em R$ 17,17 e estão com sinais de

“Por que estou short em Via Varejo”: Renoir Vieira e um debate sobre o efeito manada na bolsa

Para encerrar a semana dos Contrarians na Bolsa, o Coffee & Stocks de hoje entrevistou aquele que é disparado o mais polêmico de todos: Renoir Vieira, ex-gestor de family office, hoje investidor individual da bolsa. Ele é tão contrarian que, logo no início do papo, ele diz que não se considera um investidor contrarian, apenas um investidor independente que não enxerga valor em repetir aquilo que todos estão falando. A primeira vez em que conversei com Renoir, ali no início de 2019 a convite do Thiago Salomão, foi em um almoço nos arredores da Faria Lima. Lembro bem porque naquele momento ele estava extremamente otimista com Via Varejo, de olho no celular e mandando ordens de compra no papel em um dia que, se não me falha a memória, Via Varejo derretia na bolsa. Ele já estava comprado desde novembro do ano anterior, mas me chamou atenção o fato de

Entre “fundo do poço” e sinais de recuperação, o que esperar da temporada de resultados do 2º trimestre?

O primeiro trimestre de 2020 trouxe apenas os primeiros efeitos do coronavírus para as empresas brasileiras, uma vez que as medidas de isolamento social começaram a ser adotadas na segunda quinzena de março. Assim, as atenções dos investidores ficaram voltadas principalmente para os efeitos iniciais e também sobre o que as companhias pensavam em fazer para conter o impacto da pandemia em seus números. Já a temporada de balanços do segundo trimestre, com início nesta terça-feira (21), trará um cenário mais claro de como foi o desempenho das companhias quando a economia chegou ao fundo do poço, em abril, e também como está se dando a recuperação (ainda que lenta) nos meses seguintes entre os diferentes setores que formam parte da B3. Cabe ressaltar que, apesar dos efeitos do coronavírus serem maiores nessa temporada, alguns segmentos podem ter sentido o maior impacto no exercício anterior. Os quatro maiores bancos listados

A combinação poderosa da carteira que nunca perdeu para o Ibovespa

No primeiro Coffee & Stocks especial Expert da semana, conversamos com Marcos Peixoto, CEO da XP Asset e um dos gestores de fundos de ações que pratica a filosofia do “preço importa” para investir em empresas. Para Peixoto, empresas “problemáticas” podem ser tão interessantes quanto empresas de qualidade, desde que o preço justifique o risco de carrega-las em carteira. “A gente não investe em empresa boa ou ruim, investimos no que achamos que vai subir”. Essa filosofia de investimentos foi construída ao longo dos seis anos em que esteve no Banco BBM como “aluno” de Leonardo Linhares, e quase seis anos como gestor do High Alfa no Itaú. Desde 2013 tocando os fundos de ações da XP, Peixoto gosta de montar uma carteira de ações combinando empresas de qualidade com aquelas que estão passando por alguma transformação (turnaround, na sigla em inglês) em seus negócios.  Desde 2014, quando Peixoto chegou à

Via Varejo capta R$ 4,45 bi em follow-on; Justiça exige que IRB comprove que tem R$ 1 bilhão e mais notícias

Os investidores devem repercutir nesta terça-feira o resultado do balanço da Oi e também a captação de recursos pela Via Varejo (dona das bandeiras Casas Bahia e Ponto Frio). O IRB também ganha destaque no noticiário. Confira no que ficar de olho: Oi (OIBR3;OIBR4) Na segunda-feira, após o encerramento do pregão, a Oi anunciou que registrou um prejuízo líquido de R$ 6,28 bilhões no primeiro trimestre do ano, ante R$ 568 milhões de lucro nos primeiros três meses de 2019. Na mesma base de comparação, a receita líquida atingiu R$ 4,75 bilhões, queda de 7,4%. O Ebitda caiu 5,8%, para R$ 1,53 bilhão. Já a dívida líquida da empresa subiu 79% no comparativo anual, para R$ 18,1 bilhões. A Oi ainda protocolou proposta de aditamento ao plano de recuperação com venda de ativos. Confira mais clicando aqui. Via Varejo (VVAR3) A Via Varejo levantou R$ 4,45 bilhões em sua oferta

CSN renegocia dívidas de R$ 300 mi com a Caixa; Via Varejo aprova Raphael Klein como presidente do Conselho e mais

As empresas brasileiras seguem buscando forma de equilibrar o seu caixa para lidar com a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. A siderúrgica CSN concluiu o reperfilamento de R$ 300 milhões em dívidas junto à Caixa Econômica Federal. Já a Via Varejo aprovou Raphael Klein como presidente do Conselho de Administração da companhia. A B3 informou ainda que irá operar nos feriados paulistas de 9 de julho e 20 de novembro. No dia 11, Corpus Christi, não haverá pregão. No radar de resultados, a Vulcabrás registrou um lucro líquido de R$ 8,9 milhões no primeiro trimestre do ano, um recuo de 66% na comparação com os três primeiros meses de 2019. No caso da Linx, a empresa teve um prejuízo líquido de R$ 9,054 milhões, ante lucro de R$ 17,2 milhões em igual período de 2019. CSN (CSNA3) A siderúrgica CSN concluiu o reperfilamento de R$ 300 milhões em

Via Varejo aprova oferta de ações que pode captar até R$ 4 bi; Petrobras reajusta preço do gás e mais notícias

O noticiário corporativo desta quinta-feira (4) tem como destaque a aprovação pelo Conselho de Administração da Via Varejo de uma oferta de ações que pode chegar a R$ 4 bilhões. Já a  B3 informou que passará a atribuir risco de perda possível de R$ 1,3 bilhão aos processos da incorporação de ações. Já a BR Malls, para tentar minimizar os efeitos do isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus, vai integrar as lojas de seus shoppings ao “marketplace” (plataforma que comercializa produtos de diferentes vendedores) da B2W. No radar de resultados, a Fras-Le divulgou que registrou um prejuízo líquido de R$ 1,3 milhão no primeiro trimestre do ano, menor que os R$ 2,5 milhões dos primeiros três meses de 2019. A BR Malls e a Randon divulgam seus balanços após o fechamento dos mercados. Confira os destaques: Via Varejo (VVAR3) A Via Varejo vai fazer uma oferta de ações

Entre em contato